Vídeos Autorais

Eleito o segundo youtuber mais influente do mundo, Whindersson Nunes é “um rapaz do Piauí que faz vídeos sem graça” e que resolveu apostar no Youtube em 2015, quando começou a gravar vídeos autorais para internet. Atualmente com mais de 11 milhões de usuários inscritos em seu canal, Nunes deslanchou na web quando gravou o vídeo “Alô vó, tô reprovado”, que em menos de um mês teve mais de 5 milhões de “views” no Youtube. Com a repercussão dos vídeos autorais, o rapaz foi convidado para ir a diversos programas de televisão.

Já são mais de 260 vídeos autorais gravados por Whindersson, o “lampião da internet”, que aborda, sempre de maneira cômica, os mais diversos assuntos do dia a dia. Nunes fala sobre fatos do cotidiano, sobre filmes, faz paródias de músicas, fala sobre Pokemon Go e tudo mais o que der na cabeça dele. São vídeos, com duração entre 3 e 7 minutos geralmente, que chamam a atenção do internauta pelo modo engraçado e descontraído do comediante do Piauí, que já caiu nas graças da internet.

Outro vídeo autoral de Whindersson que teve grande repercussão na web foi “Qual é a senha do Wi-Fi”, no qual o comediante fez uma paródia de um dos maiores hits do ano, reinventando a canção “Hello”, da cantora inglesa Adele. Com a paródia, Nunes conseguiu mais de 34 milhões de visualizações no Youtube, além de milhares de usuários que compartilharam o vídeo nas redes sociais. Outra paródia de sucesso feita por Whindersson foi “Eu Virei Gay” (“Sosseguei”, da dupla Jorge e Mateus), com mais de 12 milhões de visualizações.

De maneira geral, todos os vídeos criados por Nunes são sucesso na internet. Com criatividade, bom humor e descontração, o jovem piauiense “que faz vídeos sem graça”, hoje, é reconhecido por fazer os vídeos mais engraçados do Youtube. Com a repercussão dos materiais autorais na internet, Whindersson, além de já ter participado de alguns dos programas de TV mais famosos do Brasil, também já foi convidado para fazer um filme junto com Tom Cavalcanti, considerado um dos maiores humoristas do país, e Danilo Gentili.